Como funciona a organização e limpeza de uma câmara fria?


 

O resfriamento de um líquido é a base para qualquer sistema de refrigeração, tanto para o ar condicionado que temos em casa e nos escritórios, quanto na refrigeração industrial.

Porém, apesar de algumas semelhanças, existem diferenças indispensáveis nesses sistemas, como por exemplo, nos componentes, na maneira de se projetar, e em suas estruturas, provando que se devem fazer estudos separados.

 

O fluído refrigerante tem a propriedade de evaporar em pressão e temperatura reduzidas e absorver o calor.

Esse procedimento acontece em duas fases: primeiramente, em temperatura e pressão reduzida, o fluído absorve uma determinada quantidade de calor do ambiente em que se encontra e se transforma em vapor.

 

Após isso acontecer, no estado de vapor esse líquido transfere o calor absorvido para outro ambiente que apresenta condições favoráveis. Em seguida, por ceder tanto calor, o fluído refrigerante volta ao seu estado original de líquido, e o ciclo recomeça.

A refrigeração dentro de uma câmara fria basicamente se constitui na redução forçada da temperatura dos corpos por meio da transferência de calor em excesso de um lugar para outro por um fluído refrigerante que circula dentro de um circuito apropriado.

 

É utilizada para conservar temporariamente uma mercadoria que pode se deteriorar em temperatura ambiente.

Os componentes que compõe seu sistema de refrigeração são: compressor, evaporador, ventilador, unidade condensadora e o controle do sistema eletrônico.

 

Compressor

Aspira o gás superaquecido proveniente do evaporador e o comprimi em direção ao condensador onde se tornará novamente líquido.

O trabalho mecânico do compressor resulta no aumento da temperatura do gás.

 

Condensador

Absorve o calor do gás que evapora no evaporador permitindo assim a condensação do mesmo.

É constituído por tubos e por uma serpentina que contém o fluído refrigerante, e pode ser arrefecido por ar ou água.

 

Válvulas de expansão

Baixam a pressão do gás proveniente do condensador de tal maneira que atinge o ponto de ebulição e consequentemente a temperatura de evaporação.

 

Evaporador

Acumula o gás líquido que chega do condensador através da válvula de expansão.

Removendo o calor do ar que atravessa o evaporador, o líquido refrigerante evapora mantendo a pressão constante.

 

Ventiladores

Na ventilação interna aspiram o ar através do evaporador para depois distribuí-lo, refrigerando novamente o ambiente; na ventilação externa tem a função de arrefecer o refrigerante forçando a circulação do ar através do condensador.

Existem estantes com prateleiras ajustáveis para ajudar na organização dos itens dentro da câmara, tanto de inox ou alumínio pintado, além de paletes que devem ser usados para depositar os itens, os quais devem estar separados do chão.

 

O local deve estar sempre limpo, sendo os alimentos mantidos separados por tipo ou grupo, afastados das paredes e distantes do teto de forma a permitir apropriada higienização, iluminação e circulação de ar.

Os alimentos perecíveis necessitam de condições especiais de temperatura para conservação.

 

As matérias-primas devem ser armazenadas em condições cujo controle garanta a proteção contra a contaminação e reduzam ao mínimo as perdas da qualidade nutricional ou deteriorações. Para regular a câmara, cada tipo de produto tem sua temperatura ideal.

Inclusive, caso tal produto precise ser congelado a uma temperatura muito abaixo do normal, existem equipamentos chamados de “túnel de congelamento”, que servem exclusivamente para abaixar a temperatura do produto e poupar gastos com energia, para depois ir para câmara em si.

 

Fonte.